Dieta da proteína emagrece mesmo ou é apenas mais uma dieta?

A dieta da proteína, ou dieta Atkins, foi criada nos anos 60 pelo cardiologista americano Robert Atkins. A dieta do Dr. Atkins ficou muito famosa, e hoje é utilizada por milhões de pessoas, inclusive estrelas de cinema e autoridades. Mas será que a dieta da proteína emagrece mesmo? Ela oferece riscos à saúde ou pode ser seguida sem medo?

A dieta da proteína emagrece mesmo?

A dieta da proteína emagrece mesmo, e emagrece rápido.

O princípio da dieta da proteína é uma redução rigorosa da ingestão de carboidratos. Os carboidratos são a principal fonte de energia do organismo, e ao eliminá-los do cardápio diário, acredita-se que o corpo passa a retirar energia da dieta da proteína emagrece mesmo gentegordura corporal, então ocorre a perda de peso muito rapidamente.

Além disso, nesse processo, que é chamado de cetose, o corpo é induzido a não sentir fome, pois não há limites para a quantidade de alimentos que podem ser consumidos — há apenas a restrição do consumo de alguns alimentos, ou seja, aqueles alimentos que possuem carboidratos.

Na dieta da proteína os carboidratos passam a ser substituídos por proteínas e gorduras. As proteínas são digeridas lentamente, o que faz com que a sensação de saciedade seja prolongada por longos períodos.

Realmente a dieta da proteína emagrece rápido, mas infelizmente não podemos dizer que proporciona um emagrecimento saudável, pois ao restringir a ingestão de alimentos ricos em carboidratos, o organismo passa a não receber os nutrientes necessários para o seu bom funcionamento.

Os perigos da dieta da proteína

Apesar da dieta da proteína proporcionar uma perda de peso muito rápida, ela traz muitos riscos à saúde que não podem ser desconsiderados.

Ao restringir a ingestão de carboidratos, o corpo começa a retirar energia do carboidrato (glicogênio) armazenado nos músculos, então ocorre perda de água e massa muscular, assim a pessoa emagrece muito rápido, mas não necessariamente perde gordura.

O consumo muito elevado de proteínas pode levar a uma sobrecarga da função renal, então ocorre uma elevação das taxas de ácido úrico, e caso a situação seja prolongada por muito tempo, a pessoa pode desenvolver um quadro de insuficiência renal.

Além disso, o consumo muito elevado de gordura, principalmente de gordura animal, pode provocar alterações dos níveis de gordura saturada no sangue, o que pode aumentar os níveis de LDL (colesterol ruim) e levar a problemas cardiovasculares.

Quando existe um déficit de carboidratos no organismo, o corpo passa a converter gordura em energia, nesse processo ocorre a liberação dos chamados corpos cetônicos. Em grande quantidade esses elementos podem prejudicar as células e causar mau hálito.

Por ser muito rigorosa e restritiva, a dieta da proteína pode levar a pessoa a sofrer com desmaios, fraqueza, tremores, tonturas e indisposição. Além disso, pode ocorrer constipação intestinal, principalmente por causa do baixo consumo de fibras.

Manter a dieta da proteína é muito difícil, pois ela interfere de maneira muito severa na rotina alimentar de quem se propõe a segui-la. Essa rigidez pode levar qualquer pessoa a se sentir mal-humorada, além disso, fica muito mais fácil cair em tentações, pois o corpo está sendo privado de vários alimentos importantes.

Outro ponto negativo da dieta da proteína, é que quando a pessoa voltar a comer carboidratos, muito provavelmente ganhará peso bastante rápido — ninguém vive sem carboidratos, portanto, deixar de ingerir carboidratos pelo resto da vida é impossível.

Considerações finais

Realmente a dieta da proteína pode levar qualquer pessoa a emagrecer rápido, porém, por não priorizar o equilíbrio e a reeducação alimentar, não pode ser sustentada a longo prazo, assim, ocorre perda de peso apenas no curto prazo.

A dieta da proteína é uma dieta da moda que deve ser encarada com cuidado, portanto, se você deseja emagrecer de maneira saudável, e se deseja resultados duradouros, precisa desenvolver hábitos alimentares saudáveis e praticar atividades físicas regulares, e não apenas contar com uma dieta restritiva que emagrece muito nas primeiras semanas, mas que não pode ser sustentada a longo prazo.

O que você tem feito para emagrecer de maneira saudável? Deixe o seu comentário abaixo.

Recomendados Para Você:

Cadastre-se Agora e Receba Nosso Livro Digital e Nossas Dicas de Emagrecimento Saudável No Seu Email. Aproveite, É Grátis!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Michel disse:

    Bem, concordo plenamente com o artigo, comecei a fazer uma reeducação alimentar uns 6 meses antes de começar a dieta da proteína e tenho obtido bons resultados, perdi 6 kg em 2 semanas com um objetivo de perder 12 kg, assim ficou bem mais fácil
    continuar com a reeducação alimentar após a dieta!